[Fechar]

banner

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Guia Profissão - Automação Industrial na Indústria do Petróleo.





Olá Amigos Leitores, Tecnopeguianos, e Tecnopeguianas,

Como já disse aqui, a carreira técnica é muito valorizada na indústria do Petróleo, principalmente para trabalhar embarcado. Se você é um Técnico da área industrial, e tem inglês fluente, está deixando de ganhar dinheiro. Pois as multinacionais pagam muito bem para Técnicos com Inglês Fluente!  

Tenho recebido muitos e-mails e principalmente perguntas no Formspring, a respeito de quais são os melhores cursos técnicos para trabalhar offshore, qual paga melhor e etc. Dizem que o Técnico que pagam melhor é a Automação, porém isso é relativo, depende muitas vezes da empresa, da experiência do Profissional e etc. Não sei dizer ao certo qual seria melhor, isso depende muito do gosto e aptidão de cada um.

Pensando nisso, começarei a trazer para vocês uma série de artigos falando a respeito dos cursos técnicos mais demandados pelo setor de petróleo, e um pouco do que cada profissional faz. Desta forma, vocês terão mais conhecimento a respeito de cada profissão, podendo tomar uma escolha mais acertada, caso optem por ingressar na carreira técnica. 

O Primeiro dos cursos que irei falar, será o de Automação Industrial. Como comecei a fazê-lo esse semestre, tenho pesquisado a respeito e visto que realmente é muito importante para a indústria. Para ter uma idéia, esse primeiro semestre no curso, é igual para quem faz Eletrotécnica, Eletrônica, Automação e Mecatrônica. E todas as pessoas que escolheram Automação, são as que já estão inseridas no setor, ou que trabalham embarcados, como é o meu caso, ou trabalham em Estaleiro. Isso mostra que é um curso bem valorizado no setor. 

A seguir um pouco mais da importância da Automação no setor.
Mesmo quando eu ainda estava no Ensino Médio, quando pensava num curso técnico, o de Automação era o que mais me despertava interesse. Como gosto de tudo que possa melhorar algo ou alguma coisa, a Automação me caiu como uma luva. Pois como o nome diz, ela Automatiza processos, instrumentos, melhorando desta forma a forma de se trabalhar, podendo inclusive ter um maior controle das atividades. 

Quando cheguei na plataforma, só foi uma constatação de como a Automação, juntamente com a Instrumentação, são 2 das áreas de conhecimento mais utilizadas numa plataforma. Como vocês poderão ver no artigo a seguir que saiu na Nicomex Notícias a respeito da automação, tudo ou praticamente tudo numa plataforma, é Automatizado. Principalmente se a mesma for de gerações mais modernas. 

Numa Plataforma você vê Automação desde os Equipamentos para Perfilagem e Perfuração de Poços, como em Plantas de Produção, onde tudo é controlado no famoso CCR ou em português, Sala de Controle. A Automação também é crucial numa área importantíssima numa plataforma: O Sistema de Fogo e Gás ou Fire & Gas System. Todo esse sistema é controle por Sensores, que são conectados a Painés, que por sua vez são ligados ao CCR, ou seja, Automação. 

Em resumo, Automação Industrial nada mais é do que a Automatização e Controle de Processos e Sistemas Industriais, lidando sempre com as seguintes variáveis: VAZÃO, TEMPERATURA, PRESSÃO, NÍVEL. Quem for trabalhar com Automação, sempre terá que lidar com essas variáveis. É importante destacar também que o profissional de Automação também tem que saber usar e trabalhar com CLP ou PLC (Inglês). Ele é o cérebro da Automação e Controle. Para mais informações sobre CLP, clique aqui.

O Técnico/ Engenheiro de Automação dentro da indústria do Petróleo é muito requisitado em Plataformas de Produção, ou seja, que tem Plantas de Produção e em Refinarias. Mas isso não quer dizer que outros tipos de plataformas ou setores não precisem. Em relação a salários, não sei exatamente, porém conversando com os supervisores dessa área na Plataforma onde estou disseram que para quem está começando, o salário-base está em torno de R$ 3000 , que adicionado ao adicional de embarque, pode chegar a R$ 6.000,00. Não sei dizer se é o salário praticado na maioria das empresas, e sim pela empresa  que está lá trabalhando no Projeto Peregrino.

Para mais informações sobre a área de Automação Industrial, segue abaixo um artigo publicado pela Nicomex Notícias sobre o tema muito interessante!


Fonte: http://www.nicomexnoticias.com.br/exibe_conteudo.asp?cod_conteudo=8106&codigo_menu=64

Segundo os verbetes dos dicionários de português, a automação é o ato ou efeito de automatizar. Ou seja, o emprego da eletrônica nos processos de produção de fábricas e oficinas, de tal modo que dispensam a intervenção direta do homem. Dessa forma, surge o técnico em Automação Industrial, profissional essencial para o setor, que vem empregando cada vez mais máquinas equipamentos para desenvolver os seus processos de produção.

O técnico em Automação Industrial é o profissional que atua na elaboração de projetos, execução e instalação de sistemas aplicados a automação e controle, provendo infra-estrutura para sua implantação. “O profissional de automação não vai trabalhar como operador, e sim desenvolver os equipamentos para sua operação por outro profissional”, como explica o especialista de Automação em Serviços Tecnológicos, do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI, Paulo Renato Sandres. Para ingressar no curso o candidato deve estar cursando ou ter concluído o Ensino Médio. A média da duração do curso é de dois anos no Senai.

Todos os estudantes formados pelo curso técnico de automação industrial, nível médio, têm de fazer o seu registro no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia – CREA. “O profissional deve fazer seu registro ao completar o curso para dar confiança de sua capacitação e também garantir a sua vaga no mercado de trabalho”, explicou Márcia Dórea, supervisora do SENAI.

O técnico analisa as especificações de componentes e equipamentos que compõem sistemas automatizados. E coordena equipes de trabalho e organiza o controle de qualidade de sistemas e dispositivos automáticos, respeitando normas técnicas e de saúde, meio ambiente e segurança. Atualmente essas funções são da automação que se confundiram por muito tempo com as funções do técnico de instrumentação. Tanto que o Ministério da Educação (MEC) reformulou os cursos de técnicos, conforme a explicação do técnico em Educação do Sistema Firjan, Wagner Luiz: “Todas as escolas técnicas do país foram obrigadas a se adaptar a cartilha do MEC no início desse ano, haviam cursos com nomes diferentes que tinham as mesmas disciplinas curriculares, todas as escolas técnicas foram obrigados a mudar a grade”.

Entretanto, o técnico da Firjan lembra que ainda tem turmas de instrumentação se formando, e esses profissionais continuam sendo absorvidos no mercado, eles continuam com o direito a tirar o CREA. “O profissional poderá continuar a exercer as suas atividades no mercado de trabalho. O profissional de instrumentação não atua somente na área de petróleo, mas também no chão de fábrica, por exemplo, indústria farmacêutica e metalurgia”.

Mercado de trabalho

O técnico em automação pode trabalhar na indústria fazendo manutenção e acompanhamento do sistema automatizado. Além de empresas que desenvolvem equipamentos automatizados para a indústria. Este profissional poderá atuar em empresas da cadeia produtiva do petróleo, indústria naval, fábricas de instrumentos, empresas de manutenção de equipamentos automatizados, empresas de projetos, instalações e montagens, empresas de energia e de alimentos e laboratórios de controle de qualidade e pesquisa.

A automação é uma atividade que abrange todo o segmento industrial, as empresas de médio e grande porte sempre têm um programa de automação, e as plataformas de petróleo são totalmente automatizadas. “As plataformas têm pessoal especializado para manutenção, melhoria dos sistemas. O aluno aprende a desenvolver programas e sistemas, desde sua concepção, desenho até o manuseio para a indústria em geral. Ele fará a integração de malhas para que se faça um controle automático dos equipamentos”, finalizou o especialista Sandres do Senai.

Para mais informações de cursos valorizados na indústria de Petróleo, a Nicomex Notícias tem uma coluna dedicada a esse tema, o Especial Cursos. É bem interessante e é sempre bom ficar de olho para acompanhar os setores mais aquecidos!


CONCLUSÃO

Meu objetivo com essa postagem não foi de maneira nenhuma esgotar o tema, e falar tudo sobre a Automação Industrial, mesmo porque não tenho grande conhecimento da área ainda. A minha intenção foi apresentá-los uma opção de curso que é bem interessante na indústria. Caso identifiquem-se com a área, é uma ótima escolha, e nunca esquecendo-se do inglês, pois toda Tecnologia de Automação é estrangeira, então nomes de equipamentos, manuais, maiores empresas empregadoras, são todas estrangeiras! 

Espero te-los ajudado! Fiquem a vontade para enviar sugestões e críticas! 

Gostou do TecnoPeG? Indique! Clique aqui!

Visite também:

PETRÓLEO VAGAS, onde sua vaga na Indústria de Petróleo está esperando por você. www.petroleovagas.blogspot.com

PETRÓLEO E GÁS NETWORKING, a Rede Social do Estudante e Profissional da Indústria do Petróleo
www.petroleonet.ning.com

Twitter TECNOPEG: www.twitter.com/tecnopeg

Twitter PETROLEO_VAGAS: www.twitter.com/Petroleo_Vagas

"Tudo posso naquele que me fortalece" (Filipense 4:13)

6 comentários:

Pablo,  26 de agosto de 2010 11:18  

Bem,primeiro quero parabeniza-lo pelo seu trabalho realizado,e por cada atualização sua! mesmo com pouquíssimo tempo ainda vem aqui nos dar aquela ajuda! Faço técnico em eletrotécnica,conversação em inglês e mais outros que vou começar a fazer,rs,vejo que a área esta super aquecida,mais vai da dedicação de cada um. vejo que o mercado tem pedido muitos técnicos,porem ainda não estão encontrando. Não esquecendo de dois fatores importantíssimos! O CREA e o Inglês! abraços Victor ! e a todos os leitores do Tecnopeg. fica com Deus.

Anônimo,  27 de agosto de 2010 07:38  

Olá, meu nome é Alan, Gostaria também de parabeniza-lo pela excelente materia postada no blogue, ja acompanho seu blog ja algum tempo, quando começei a fazer um curso de petróleo e gás, adorei a materia sobre automaçao , pois é o curso que vou começar em setembro e caiu como uma luva essa materia. obrigado. Grande Abraço
Sucesso .

Anônimo,  28 de agosto de 2010 04:27  

Caro Vitor, primeiramente parabéns por seu trabalho. O seu blog é muito rico em informações pertinentes e muito arrumado também.
Lendo essa matéria a respeito das oportunidades para os técnicos trabalharem embarcados, gostaria de saber qual a maneira mais aconselhável de alguém como eu conseguir se inserir nesse mercado.
Eu tenho curso técnico em eletrotécnica, alguns cursos do Senai, por ex. CLP, mas nunca consegui trabalhar como técnico.
Trabalhei na industria siderúrgica por 10 anos como operador de SDC e pontes rolantes. Possuo um nível de Inglês avançado (Proficiency).
Procuro oportunidades como operador de área ou ainda eletrotécnico, mesmo sem possuir experiência anterior....Tem alguma dica? Muito obrigado.
marcos_comercial@yahoo.com.br

DEISE DAMACENA 3 de junho de 2012 06:33  

Parabéns, pela postagem muito esclarecedora. Estou inicando nesta área e precisava de uma explicação mais clara, como esta.

Anônimo,  22 de junho de 2013 19:59  

Vou iniciar agora em agosto no curso de tecnico de automaçao industrial gostaria de saber qual o mercado e as industrias que precisam desse profissional e a empregabilidade.

Guilherme Santos 17 de julho de 2014 07:10  

Muito bom!

Para complementar aqui, outro site com conteúdo sobre automação industrial:

http://www.automacaoindustrial.info


Espero ter ajudado.

Abraço!

Blog Widget by LinkWithin

TECNOPEGUIANOS

Arquivo do blog

De onde nos visitam

Diretórios

Tire sua Dúvida

  ©Template by Dicas Blogger.